Vocês também perceberam que 'Both Ways' é a música que o Liam cantou um trecho em 2016 no Instagram? #LP1 pic.twitter.com/vJqT6oGRog

Liam Payne concede entrevista para a Men’s Health AU: “Se você é o que pensa que é, então não precisa provar nada à ninguém”
Ana Luiza 02 junho 2019

Quando chegamos na primavera de Londres para nos encontrar com o cantor Liam Payne, ele estava no centro de uma equipe lotada de funcionários, agitado em um pequeno quarto de hotel no coração da cidade. É uma pequena confusão com vista para um Hyde Park relativamente pacífico.

Liam Payne by Hugo Boss

Entre todo o drama, Payne continua sereno. Ele está alerta, atento à cada pessoa e conversa na sala, e estranhamente à vontade com a loucura que se segue, cumprimentando-me com um tradicional aperto de mão britânico.

Sua calma sob pressão talvez seja um vestígio de sua adolescência como um quinto da maior boyband do mundo, a One Direction, uma experiência na qual a capacidade de encontrar seu equilíbrio em meio ao caos era uma habilidade essencial de sobrevivência.

O que é imediatamente aparente, é que Payne é um homem de 25 anos surpreendentemente autoconsciente e amplamente sem ego, o que é uma grande conquista para um homem que ajudou a vender mais de 50 milhões de álbuns na última década.

Liam Payne by Hugo Boss

“Você é conhecido algumas vezes como ‘o cara daquela banda’, que não é exatamente como você quer ser reconhecido em determinado ponto,” diz Payne alguns minutos após nosso primeiro encontro. É um refrescante show de vulnerabilidade tão cedo, moldando o tom para um encontro doloroso, às vezes emocionalmente cru, de dois dias com a estrela. “Se você é o que pensa que é, então não precisa provar nada.”

Entregue com uma pitada de desafio, é um sentimento que se aplica quer você seja uma popstar ou um gerente de produto.

“Tenho muitas coisas erradas no meu tempo, mas também foram os momentos em que aprendi mais sobre mim mesmo,” acrescenta Payne. “Nos momentos em que precisava fazer com medo, paciência, inteligência, todas essas coisas diferentes.”

Liam Payne by Hugo Boss

A verdade é que Payne viveu sua vida avançando rapidamente, amontoando de erros juvenis, mancadas ingênuas e a sabedoria redentora em uma atordoada década no desafiante estrelato da cultura pop, um redemoinho que geralmente mastiga e cospe homens jovens. Em vez disso, ele veio a tona, e se não completamente formado, então certamente como um homem consciente do que ele é. Ele é tão inseguro quanto o resto de nós, o que acontece em seguida é que não há muitos planos de cinco anos no estrelato pop, mas você teria dificuldade em encontrar um cara mais preparado para aproveitar seu potencial e deixar sua marca. E essa é uma posição invejável para se estar, seja qual for a direção que você quer que a vida leve você.

A MELANCOLIA DA BOYBAND

No auge de seu sucesso, a One Direction conseguiu o impossível, induzindo a histeria ao estilo da década de 1960 em uma época considerada atomizada demais para tais níveis de estrelato. Uma boyband de cinco, fabricada no X-Factor por ninguém menos que Simon Cowell, com apelo universal. Os cortes de cabelo, os sorrisos elegantes e os valores saudáveis ecoavam bandas de décadas passadas, com um toque milenar atualizado.

Para entender completamente a gigantesca pegada pop cultural, considere o seguinte: One Direction é a única banda na história a ter seus primeiros quatro álbuns estreando no número 1 da Billboard Hot 100, um feito que nem os Beatles conseguiram em seu auge.

Liam Payne by Hugo Boss

“Literalmente foi a tempestade perfeita,” lembra Payne. “Haviam tantos cenários que precisavam se encaixar para que isso acontecesse. Não é algo que possa ser facilmente recriado, ou provavelmente nunca será, por causa da forma como a internet estava começando, da maneira como o The X Factor começou. Eu só acho que foi apenas uma sorte grande.”

Antes de me encontrar com Payne, recebi instruções rigorosas para não fazer perguntas relacionadas a One Direction. Acontece que Payne ofereceu livremente detalhes de sua década no olho da tempestade da boyband. De fato, ele está feliz em compartilhar, quase como um conto cauteloso.

“É difícil quando você tem o nível de fama que tínhamos na banda,” ele diz. “Tem havido muita gente com problemas de saúde mental que não está recebendo a ajuda que precisa e acho que isso é um problema em nossa indústria. É a mesma merda que acontece com todos, isso tem acontecido desde os anos 70. Você sabe quais são as armadilhas e, se tiver a sorte, como eu tive, de conseguir sair desse cenário e voltar à normalidade, então você sabe que é um pouco diferente.”

Payne tinha apenas 17 anos quando a One Direction explodiu. Forçado a crescer e amadurecer sob o olhar da mídia global, sua adolescência rapidamente se transformou em isca de cliques e, apesar da companhia de outros membros da banda, ele se lembra de seus dias como um momento solitário, pontuado pelo abuso de álcool.

“Quando você faz centenas e centenas [de shows] e são as mesmas 22 músicas ao mesmo tempo todos os dias, mesmo que não esteja feliz, você precisa ir até lá,” diz Payne. “Era quase como colocar a fantasia da Disney antes de subir no palco e, embaixo da fantasia da Disney, eu ficava irritado o tempo todo, porque não havia outra maneira de entender o que estava acontecendo. Quero dizer, foi divertido. Tivemos uma diversão absoluta, mas havia certas partes nisso, que ficava um pouco tóxico.”

É a única vez em meus dois dias com o Payne que o humor escurece. O sentimento ecoa ao redor da sala vazia por um momento, os olhos de Payne brilhando enquanto ele é transportado de volta para aqueles dias tumultuados. Alguma vez ele se sentiu no controle naquele tempo? “Não. Nunca.”

“Eu ainda tenho dificuldades com isso agora,” acrescenta ele. “Eu realmente luto para dizer não, porque não gosto de decepcionar as pessoas. É da minha natureza.”

Liam Payne na capa da revista Australian Men’s Health

Se há algo que Payne espera que seus fãs aprendam do seu tempo no ciclo de giro da fama, é abraçar o seu passado como ele é, e crescer a partir dele. Dessa forma, pelo menos, você garante que a única direção em que você pode ir, é para frente.

FONTE: Men’s Health AU

arquivado em:
Comentários Deixe seu comentário
Liam Payne Brasil Todos os direitos reservados.
Host: Flaunt.nu 2015-2019
error: Caso queira algum dos nossos textos, envie um e-mail!